quinta-feira, maio 16, 2013

Alain Delon, nostálgico





"O célebre galã francês reconhece que é um homem nostálgico que frequentemente olha para o passado e diz que não teme a morte porque é a única certeza de uma existência, que agora gira em torno de seus netos e seus filhos. "O mundo atual não me agrada demais. Nada me excita realmente e eu era uma pessoa apaixonada. O que me falta é vontade, paixão. Mas vou despertar, talvez", declarou. Alain Delon"

Ele poderia estar atuando.  Mundo cruel. velhos não têm espaço- apenas uma minoria.

Infelizmente, sinto o mesmo. Procuro curtir os filhos, as plantas, o trabalho. Não passo o dia à toa- não paro- apenas descanso e volto às atividades- mas não vejo graça, nem há mais paixão em mim.

3 comentários:

Anônimo disse...

Olá, Laura, é a primeira vez que comento no seu blog, apesar de acompanhá-la há bastante tempo. Parece que a conheço, tanto que fiquei sabendo de você: sua ida para Natal, seus vizinhos, seus filhos, seu encontro com Drummond, o pai de seus filhos... enfim, a leitura de seus textos, sua visão derramada sobre a vida, seus sentimentos, vêm todos ao meu encontro e identifico em suas palavras as que eu queria ter dito/escrito.
A postagem de hoje fez-me sentir que não estou sozinha, irmanada com você e com Alain Delon (ai, que homem lindo!) e encheu-me de coragem para me apresentar, neste encontro no mundo sem fronteiras que é o virtual.
Um abraço,
Cristina

Diz disse...

Cristina, vc me comove. Há mto ando desestimulada a escrever aqui, parece q ninguém mas lê. Qd escrevo divulgo no FB e há poucos comentários. Este post de ontem foi um desabafo- não coloquei no FB pq lá é o lugar de se contar coisas divertidas- e meus filhos me leem lá- aqui não.
POis é, a vida sem nossas paixões passa a ser descolorida, mas penso q viver é isso mesmo- sorte de quem tem um DNA mais alegrinho.
Um gde abraço e apareça mais.
Se quiser q eu não publique é só avisar- eu controlo os comentários.
Elianne ou Laura, como preferir- aqui era apenas Laura, foi mudando virei dupla.:)

Anônimo disse...

Elianne ou Laura, como você prefere?
Virei, sim, e de ora em diante deixarei um comentário, nem que seja um comentariozinho (será com Z?)só para marcar presença.
Como acho você no FB? Não sou usuária muito frequente e, por vezes, me pergunto "o que estou fazendo aqui?".
Forte abraço,
Cristina