quinta-feira, agosto 04, 2011

Johnny Mathis- Laura e eu



Quase todas as pessoas que sabem que meu nome não é Laura, me perguntam: Por que Laura?

Como saber? Esta canção eu ouvi muito quando menina e acho linda- vi o filme na TV, também, naquelas sessões da madrugada mais de uma vez. A moça era linda, a trama era interessante- não lembro muito bem mais...

Gosto de Lauren Bacall também, sempre bela e elegante- queria ser assim. O Jean Guillaume, meu amigo francês- que foi meu ‘mentor’- gostava dela- dizia que era sua preferida, e eu, meninota, me sentia tão distante da exuberância de uma Bacall. Jean, já contei, foi um amor impossível.

Quando eu estava grávida do meu primeiro filho, antes de saber o sexo, eu encontrei um ex namorado- F Bento- que namorei três anos e meio. Ele perguntou que nome daria ao bebê. Respondi: ‘Beatriz, eu acho, ou Lucas”. Ele disse que filha minha tinha que ser Laura. Não tive filhas, só meninos e a Laura ficou para a ficção, acredito.

Não, F não foi o amor da minha vida, mas foi uma bela influência- nós aprendemos muito um com o outro. Ele me descontraiu- é mais novo que eu uns anos- e me trouxe mais perto da arte- é artista plástico. Eu já desenhava, isso o encantou, foi muito apaixonado por mim. E eu o levei a ler mais, refinar em alguns aspectos- foi uma relação legal. Víamos muitos filmes, conversávamos bastante. Há anos não o vejo, mora em Sampa agora.

A última vez que o vi, foi um encontro casual em Cabo Frio e saímos conversando, caminhando pela cidade- ele anda muito- foi bom encontrá-lo. Era amigo da minha família toda- de irmãos e de minha mãe. Gente boa, tem talento, mas acredito que perdeu-se ao escolher um caminho que não era o mais natural- ele era absolutamente intuitivo e partiu para um trabalho intelectualizado- foi casado com a filha de Mira Schendel, que deve tê-lo influenciado muito. Uma pena.

Ontem achei um retrato dele feito pelo Scliar- um desenho- tão bonito... preciso emoldurar- tenho muitas coisas para emoldurar e nunca levo- falta grana, ou esqueço, ou ... adio muito tudo.

Ontem meu filho, que descobriu o prazer na jardinagem, furou um cano no jardim. Aijesuis! Só de pensar em ficar sem água dá aflição. Acordei às 7hs para falar com o bombeiro, felizmente, ele resolveu tudo pela manhã. Dia estranho, só casa- almoço, faxineira aqui, calor... Esquentou, chegou o verão. Será? Aqui é sempre verão, exceto os meses de chuva- este ano foram quase 4! Nunca vi tanta chuva em Natal.

Buenas noches. Tks so much por estarem aqui.

3 comentários:

Eduardo P.L disse...

DIA 9 próximo vamos promover uma COLETIVA em homenagem a ROLANDO PALMA, nosso companheiro do ENTREMARES, e TERTÚLIA VIRTUAL. Participe e divulgue. Mais detalhes na Central de Relacionamento da TERTÚLIA VIRTUAL

http://tervirtual.blogspot.com/

Anônimo disse...

só vc pra me fazer ler hj sexta a noite em casa, esperando amanhã pra fazer aulas de direção, adorei o q vc escreveu.... qto ao calor, agora sim Natal tá mostrando quem é.... rsrsrs Bom find

Ray

Leila Silva disse...

Bonjour Madame
comment ça va? Ainda estou por aqui, com menos frequencia do que gostaria. Une bonne journée
beijo