domingo, agosto 26, 2012

Um homem muito especial








Há pessoas que são tão especiais que temos receio de perturbá-las. Raduan Nassar é uma delas.  

Drummond também. Ligo algumas vezes, não o encontro quase nunca- é preciso sorte, ele fica entre Sampa e o interior.

Hoje o encontrei e apesar da minha dor de cabeça, procurei ser leve.

Comentei sobre a doação que fez- disse que não queria alarde sobre, que espera que esqueçam logo- eu mostrei meu encantamento pelo seu gesto- maravilhoso! 

Eu disse: “Isso sim é socialismo, tem gente que se diz, mas na prática a comida da empregada é outra.”. 
Ele riu muito- amo seu riso aberto. Também disse que não me enganei com ele, que sabia que era especial e que sentia orgulho por tê-lo como amigo, assim como Drummond. 
Repeti que era uma das pessoas que eu amava. “Se cuide que ainda vou te visitar de novo.”.

Agradeceu meu telefonema, imagine, falar com ele faz bem para minh’ alma.

Hoje foi uma das poucas vezes em que o ouvi dizer que  está bem, com a saúde estável.

Estava de saída para almoçar com uma das irmãs.

Desliguei feliz.

2 comentários:

Fernando Pinto disse...

Olá, amiga Laura! Também senti saudades suas. Espero que esteja bem. Abraço deste lado do Atlântico de quem nunca se esquece de si e a traz no coração. Fernando Manuel Oliveira Pinto

Diz disse...

Oi qrdo, tb lembro vc. Qdo estiver ai quero te conhecer- q tal vir aqui c a família- tenho espaço p hospedá-los. bjs Elianne Laura