domingo, outubro 02, 2011

Livro, pra que te quero?





Ando cansada. OK., não é novidade, mas desta vez não estou depressiva. Passei o último mês sobre os contos, relendo, trocando ideias com Daiany, que revisava para mim. Estava com pressa, havia prazo por causa do concurso do SESC.
Ai, na véspera- como convém a uma boa brasileira- fui reler o edital- que havia sido atualizado e estava lá:

6 - Será permitida a inscrição de obra cuja pequena parcela do conteúdo tenha sido publicada em blogs pessoais ou revistas eletrônicas, desde que não ultrapasse 25% do total da obra.

Poxa, fiquei desapontada. Penso que quem fez isso- claro que é uma equipe- desconhece o meio virtual, só assim entendo.

Blogs são multiplicadores- a Editora Record- que irá publicar o livro premiado, seria mais divulgada. Também desconhecem que quem lê blogs compram livros e divulgam.

Quantas vezes eu divulguei livros de amigos blogueiros aqui? Muitas.

Será que desconhecem os escritores que publicam em blogs, esperam um reconhecimento maior, dos meios de circulação convencionais?

Isso me chateou. Eliminarem de cara alguém que publica em blogs é ignorar o que rola no mundo atual. #prontofalei.

Alguns dizem, ou pensam, mas se ela já tem leitores no blog pra que quer publicar um livro? Porque o objeto- livro é fascinante para mim.

Amo livros. E, tem mais, como sou da antiga, tenho amigos que não leem no virtual e adorariam ter meu livro nas mãos.

Ai, eu penso, para me confortar, que o livro que eu enviaria, não é o que eu gostaria de fazer. Quero um livro com menos contos- selecionei muitos para enviar, seria como uma amostra maior. Quero um livro bonito, com desenhos meus. Penso que posso dividir o livro com desenhos. Agora é fazer a ‘boneca’e ir à luta.

Um comentário:

Eduardo P.L disse...

Eu também sonho com um grande livro de reproduções fotográficas de meus desenhos, pinturas, esculturas e fotos! Mas esse tipo de livro é muito caro, pois demandam boas imagens, bom papel, boa impressão, e formato avantajado. Fica no desejo!