domingo, agosto 22, 2010

A Partida- com adendo



Ontem, dez da noite, meu filho, Dan, chegou- começava este filme na TV Cult, (que é o canal que me salva das bobagens que grassam a TV).
Eu disse: É ótimo filme, pelo jeito. Ele, mesmo cansado e tendo que acordar hoje cedo, resolveu ver comigo. Nos emocionamos juntos. Um belo filme.

Um jovem abre mão de um sonho para enfrentar a mais dura realidade- a morte. Aos poucos vai aceitando-a, percebendo que a passagem pode ser cuidada, delicada.

Não vou contar mais para que vocês vejam- a gente acaba torcendo para que todos- assim como nós- aceitemos a morte como uma passagem e, também, fazendo o ritual de passagem. O filme é sobre despedidas- quase sempre dando a possbilidade para um resgate- mesmo que seja diante do fim.

Lindo. Tinha que ser oriental, não é? A sensibilidade deles é extraordinária. É filme imperdível. TODOS deveriam ver.

Não fujam da morte- não dá para escapar. No filme ela chega e nos conquista. É leve e algumas vezes divertido.

Adendo:
Recebi um e-mail de uma amiga que vive no Japão diz:



"Olha que lindo: em japonês é OKURIBITO, ou seja, do verbo okuru enviar, ida; ato de levar. Também significando (okuribi) luzes na despedida aos mortos. 
E no ideograma como um todo se lê: A Partida."

2 comentários:

Camille disse...

Oi Laura,
Adoro filmes, e ler e comentar sobre eles. Vou ver esse, se ainda nao vi. Nao sei por que ja vi tantos e tantos. Adoro.
Gostei da foto que voce colocou no blog: é uma mulher sobre um unico trilho de trem? Ou é minha "visao" da coisa? Hehehehe. Como saber? So se voce me contar.
Bjos,
Cam
ps- O melhor de tudo e´assistir ao filme com o filho e ainda o bonus de se emocionar junto.

angela disse...

Um dos melhores filmes que vi no ano passado. Não tem como não ficar emocionada e a maneira que ele vai aprofundando a questão do preconceito ,do medo e da dor frente a morte é muito bonito e sensível.
beijos