quarta-feira, agosto 05, 2009

Mini conto



O pai

Quando o pai mandou, aos gritos, que se vestissem para sair e pegassem as roupas todas, ela não entendeu o que acontecia.
Caminharam em silêncio até o ônibus. A mãe chorando baixinho o tempo todo. Menina, ainda, segurou firme a mão do irmão mais novo. A mãe com as mãos ocupadas, caminhava cabeça baixa.
Desceram da condução com o pai quase empurrando.
O avô disse:
-Te entreguei um, você volta com três. Fico com minha filha, você leva as crianças.
O pai responde:
-Se não os quer, então os mate.
É a última lembrança que tem do pai.

2 comentários:

Luma disse...

Eita! Pior que existem pais desnaturados.

Tranquilize-se!! Beijus,

Giselle Costa disse...

Podemos chamar ele de pai ? uau !
Adorei seu conto e linda esta foto.

Volto com mais calma pra conhecer seu mundo.

abs,
Gi