quinta-feira, julho 09, 2009

"Tu me acostumbraste..." / Arquivo





Tu me acostumbraste, a todas esas cosas



Ele disse, voz firme, mas sem rancor:

-Refaça sua vida, por favor, eu refiz a minha.

Minha voz apagou-se.

Desde aquela manhã vertem lágrimas de meus olhos. Não contenho, envergonho-me, evito sair.

Não encontro alívio. Meus sonhos são invadidos pela sua imagem.

Sou prisioneira. Os grilhões, antes consentidos, agora doem. Só ele pode soltar-me.

Com que palavra ou gesto me salvaria?

6 comentários:

Anônimo disse...

lindo, demais...adorei.
madoka

Diz disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Diz disse...

Madoka, bom que gostou :)
boa noite, flor.
bj Elianne
PS: outro dia li que dizer 'do oriente', 'oriental' vcs veem como pejorativo, é verdade? nunca pensei.
Talvez por eu achar tudo dai tão lindo, mais civilizado e nunca ver de forma pejorativa asiáticos, imagine...só ignorantes pensam assim.

Márcia(clarinha) disse...

Um abraço forte, salvaria.

Puxa! Triste isso

lindo dia flor
beijos

concy maduro disse...

lindo!

varal da angel disse...

Muito lindo!
Abracos!