sexta-feira, julho 10, 2009

Mini conto




Ele sabia



Ele sabia, desde o primeiro dia, ela não, que a faria sofrer.

A transparência dela o cativara, o amor excessivo causava-lhe náuseas.

Um dia ela veio, os olhos vermelhos de choro. Ele não lhe sorriu, com sempre, observou-a em silêncio. Vestia preto, mantinha a postura elegante. De costas, olhava a janela. Ele a abraçou levantando o vestido, esfregando as mãos grandes nas suas coxas, o pênis duro nas suas costas. Beijou-a com violência, ajoelhou-se tirando a meia calça com força. Jogou-a no sofá, mordeu seus mamilos. Ela gemeu de dor. Penetrou-a fundo num ritmo intenso.

Ela disse:"Pare, está doendo".

Ele não parou. Gozou espargindo sobre ela o sêmen.

Depois daquela tarde ela não chorou mais. Não mais voltou.

Desta vez ela entendeu tudo.

5 comentários:

Márcia(clarinha) disse...

Ainda bem que ela não chora mais, não vale a pena...

Adoro mini contos, o seu está maravilhoso.

lindo dia flor querida
beijos

Lia Noronha &Silvio Spersivo disse...

Laura: bem tocante...como todos os seus micro contos...amei!!!
Bjus de bom fim de semana rp a vc e sua família querida amiga.

Marcelo Novaes disse...

Bem narrada essa assim-denominada "náusea do amor excessivo". Gostei dos seus desenhos também.






Beijos,






Marcelo.

Diz disse...

Marcinha, ela não chora mais por ele.

:)
estou desapaixonada faz algum tempo- é ruim isto.

Lia, :) bom fim de semana p vcs tb.

Marcelo, seja bem-vindo.
Bom que gostou, fico feliz :)

bjs Laura-Elianne

Hélio Jorge Cordeiro disse...

Mais um vibrante e direto mini-conto.

Ahhh a paixão...Provoca coisas...

bom fim de semana
bxinhos