segunda-feira, março 09, 2009

Este, sim, é o povo brasileiro



Recebi esta pérola da Elizabeth da comunidade do LNassif
VÍTIMA É QUE FOI EXCOMUNGADA!!

Por Miguezim da Princesa *

I
Peço à musa do improviso
Que me dê inspiração,
Ciência e sabedoria,
Inteligência e razão,
Peço que Deus que me proteja
Para falar de uma igreja
Que comete aberração.

II
Pelas fogueiras que arderam
No tempo da Inquisição,
Pelas mulheres queimadas
Sem apelo ou compaixão,
Pensava que o Vaticano
Tinha mudado de plano,
Abolido a excomunhão.

III
Mas o bispo Dom José,
Um homem conservador,
Tratou com impiedade
A vítima de um estuprador,
Massacrada e abusada,
Sofrida e violentada,
Sem futuro e sem amor.

IV
Depois que houve o estupro,
A menina engravidou.
Ela só tem nove anos,
A Justiça autorizou
Que a criança abortasse
Antes que a vida brotasse
Um fruto do desamor.

V
O aborto, já previsto
Na nossa legislação,
Teve o apoio declarado
Do ministro Temporão,
Que é médico bom e zeloso,
E mostrou ser corajoso
Ao enfrentar a questão.

VI
Além de excomungar
O ministro Temporão,
Dom José excomungou
Da menina, sem razão,
A mãe, a vó e a tia
E se brincar puniria
Até a quarta geração.

VII
É esquisito que a igreja,
Que tanto prega o perdão,
Resolva excomungar médicos
Que cumpriram sua missão
E num beco sem saída
Livraram uma pobre vida
Do fel da desilusão.

VIII
Mas o mundo está virado
E cheio de desatinos:
Missa virou presepada,
Tem dança até do pepino,
Padre que usa bermuda,
Deixando mulher buchuda
E bolindo com os meninos.

IX
Milhões morrendo de Aids:
É grande a devastação,
Mas a igreja acha bom
Furunfar sem proteção
E o padre prega na missa
Que camisinha na lingüiça
É uma coisa do Cão.

X
E esta quem me contou
Foi Lima do Camarão:
Dom José excomungou
A equipe de plantão,
A família da menina
E o ministro Temporão,
Mas para o estuprador,
Que por certo perdoou,
O arcebispo reservou
A vaga de sacristão.

(*) Poeta popular, Miguezim de Princesa, é paraibano radicado em Brasília.

10 comentários:

Hélio Jorge Cordeiro disse...

A voz do povo é que é realmente a voz de Deus!

Laurinha, vê só o postei lá no meu!

bjos
Hélio

Maria Muadiê disse...

perfeito!
a melhor resposta que já li.
beijo

D. disse...

Meus caros,
eu sempre achei que a nossa elite não representa o nosso povo- contraditório isto... votamos sempre mal, os que têm poder são escolhidos sempre por interesses espúrios... triste isto.
Gosto deste povo que encontro nas feiras, no meio da rua, este sim é o brasileiro.
bjos Laura

Anônimo disse...

Genial, genial, adoro cordel, eles sao muito diretos. Sei fazer essas rimas ,aprendi por tentativa e erro na publicidade. Sou autora de varios, vivendo e apredendendo ne?
Bjos
Cam

D. disse...

Camille, que legal! acho um barato.
um bj Laura

. fina flor . disse...

também recebi, querida, muito bom.... diziam ser de uma menina de 9 anos, será?

beijos e boa semana,

MM.

Lia Noronha disse...

Laura: uma resposta a altura...de tamanho engano!!!Bjus mil!!!

Val Freitas disse...

Laura, obrigado pela visita ao Curvas. :) é sempre umatontura encontrar quem nos lê e mais, muito mais, ler de volta, ficando assim com a expressa cara de paisagem...como conseguimos ser semelhantes, é um mistério da natureza que considero divino. escrever é esse comixão indisciplinador, repleto de momentos de euforiae muita "caladez" como bem dizia minha avó materna. enfim, grata por ter ido lá, por me despertar para mais um elo desses que a gente não abandona e virtualmente, seguimos alados, lado a lado, contemplando paisagem. e em tempo e justo: a poesia de Miguezim, aqui de Brasília, é assombrosa de doer. fico pensando assim: o quanto cabe a dor de outro quando encostada à nossa pele...
beijos, muito prazer.

Mani disse...

Laura, eu vi o cordel no blog da Denise, e também reproduzi no meu blog. Veja como pensamos parecido...beijos.

RONALDO DERLY RODRIGUES disse...

show de bola,parabéns ao autor e a voce pelo blog,abraço,ronaldo.