domingo, março 04, 2007

O eclipse da lua e o amor travado.





















O nosso amor parou aqui. E não foi melhor assim...


Ontem eu vi o eclipse da lua. Fui até a Praia de Ponta Negra. Todas as vezes em que vou, penso o quanto perco não indo mais- é muito bonito ali. À noite é mais bonito. Tomei uma água de coco gelada olhando a lua ainda cheia. A prais fica à cinco minutos de minha casa de carro, acreditam? e eu não vou...Preciso viver melhor, melhorei muito, mas ainda não faço as coisas como gostaria, ainda há muita resistência em sair, mudar a rotina.
Vocês viram o eclipse? É mágico. Dá uma sensação de prazer, de querer congelar o momento e, ao mesmo tempo, eu me sinto tão pequenininha diante da natureza. É estranho. Quem somos nós? eu não sei...
Estava ótima ontem, alegrinha, jantei no 'japa', adoro, conversei bastante com amigos, conheci um amigo antes virtual, foi ótimo, melhor do que eu imaginava. Ai, acordo hoje com esta música e certa tristeza. O amor travado, o freio de mão puxado. É triste. Estas músicas que me perseguem muitas vezes incomodam, juro. Acho que é resíduo da minha neurose obsessiva, pensamentos que insistem em não sair da mente, sabem como é? eu já melhorei 90%, mas há uns traços ainda. A tal neurose obsessiva agora chamam de TOC, vocês sabem,aquela que o rei RC confessa ter se curado. Será? Como eu me "curei"? com um psicanalista que era pouco ortodoxo, eu fazia há 5 anos análise 3 vezes por semana, ai fui fazer com ele, Lourival Coimbra, (já morreu, sinto saudades), uma vez por semana- fiquei boa da neurose, juro.
As sessões 3 vezes por semana reforçavam minhas defesas. Olhe, em psicanálise cada caso é um caso. O que funciona para um, não funciona com o que vem na sessão seguinte- óbvio- mas tem muito analista que ainda não sabe disto. Vemos casos em a pessoa faz análise há 200 anos e não sai do lugar, continua sofrendo muito, estas coisas. Uma pena.

Vi está foto abaixo da lua cheia em Sidney e quis mostrar aqui, é impressionante.






















Ouça aqui.

Você não sabe amar

(Dorival Caymmi, Carlos Guinle e Hugo Lima)

Você não sabe amar meu bem
Não sabe o que é o amor
Nunca sofreu, nunca viveu
E quer saber mais que eu

O nosso amor parou aqui
E foi melhor assim
Eu esperava e você também
Que fosse esse o seu fim

O nosso amor não teve querida
As coisas boas da vida
Foi pra nós
Para você
E bem melhor pra mim

O nosso amor parou aqui
E foi melhor assim
Eu esperava e você também
Que fosse esse o seu fim

Um comentário:

inez espirito santo disse...

Também a mim, o método pouco ortodoxo do Coimbra, me "curou". Saudade dele... Grata por me fazer lembrar.