sábado, dezembro 27, 2008

Poeminhas despretenciosos




Desejo


O desejo possível trouxe mudanças.
Chegou tarde,pensa,
Desejando o imponderável.

Mas haverá tempo?



(
.

Urubu

Inveja o vôo do urubu-
tão alto.
Haverá, ainda, tempo
para alçar vôos?


(
.



Busco teu olhar com sede
Meu corpo sorri saciado.



Falta

Na tua ausência
meu olhar vazio
não encontrou nada
além
de nuvens brancas


(
.

A dor trava o coração
Dói
A respiração curta
trava o afeto
Destrói
O rosto constrito
afasta
O medo encolhe
fecha
Mata

2 comentários:

tertu disse...

gostei!!!abs.tertu

D. disse...

Obrigada, bj,
Laura