domingo, janeiro 27, 2008

"Eu vivo a vida cantando"...


Eu era menina e gostava de cantar isto:
"Um passarinho me ensinou uma canção de amor,
e quando triste e solitária estou,
mais triste do que triste sou,
recordo o que ele me ensinou...
nesta canção que diz:
Eu vivo a vida cantando
Hi- Lili, hi- Lili, hi-lo..."
Mas minha mãe diz que eu, muito pequenininha, enrolava os cachinhos atrás da orelha e cantava muito esta que diz assim, eu lembro muito vagamente:
"Estou doente morena, cabeça inchada morena,
dói, dói, dói.
Ai morena, moreninha meu amor,
você diz que me namora morena,
mentira, morena..."
Depois tem gente que não acredita em psicanálise- eu tive dor de cabeça até o ano passado direto.
E é difícil um amor realizado, sou amada, mas é complicado, amo quase sempre o impossível, o distante.
Ah! o filme é delicioso, eu lembro de ter visto quando menina e mais de uma vez mais tarde. Leslie Caron, graciosa e Mel ferrer, de quem eu gostava muito- foi marido de Audrey Hepburn. Que casal elegante e lindo! A mulher mais elegante que eu conheci no cinema, na vida eu acho que a mulher mais chic que conheci foi a Ethel Moura Costa, minha vizinha em Ipa, era dona da Bijou box, conhecem? Sentávamos no jardim que ela tinha na casa de vila, ali na Nascimento Silva enquanto os meninos brincavam. Líamos o 'JB', ou 'O Globo'. Luc era amigo do neto dela. Ipanema ficou muito menos chic depois que ela morreu. Uma pena, morreu cedo de repente.


Um comentário:

amelia disse...

Cresci ouvindo esta musica dentre outras e canto hj pros meus filhos. Lembro da cena em minha mente desse maravilhoso filme. Assim como tbm do Pequeno Polegar e do Passaro Azul. Bom Natal.